Meia-noite, Meio-dia


Boa noite

Repousa o corpo

Descansa a mente

Fim de noite

Fim de domingo

Começa a segunda

Começa a rotina

Mastigar o dia



Descansa o corpo

Levanta o corpo



Lutar e ir atrás

Remanejar as ideias

Compreender os fatos

Animar..

Desanimar..

Enxergar a linha do Equador

Não quebrar a corrente

Passar pela ponte..

Corre..

Malha..

Desenha e pinta..

Lê e escreve..



Descansa o corpo

Levanta o corpo

5 comentários:

Beatriz Verissimo disse...

Muito bem escrito, parabéns.

Filipe Dias disse...

Realmente a estrutura de seu texto passa a rotina, mepre igual

sempre, a rotina, igual
rotina, sempre, egual

lembrei dessa música:

"Todo dia ela faz tudo sempre igual, me acorda ás 6 horas da manha..."

Rafael Bardo disse...

é essa rotina que nos mata a prestação!! rsrsrs
Escrevi sobre o mesmo tema no meu blog, se vc quiser dar uma olhada: http://verbosdeligacao.blogspot.com
abraços

J.R. disse...

Muito legal o seu poema!!! Gostei do contraste dia e noite!!! Nota 10!!!

In Barlow disse...

como todo mundo eu não gosto muito da segunda não! XD

Elaine Cristina de Paula. Tecnologia do Blogger.

Meu fugaz devaneio..

Minha foto
Rio Claro, SP, Brazil
A essência da vida está com você, aproveite!

Vale a Pena Visitar

Devaneios Anteriores

Seguidores

Contador de visitas